Escolha uma Página
O que é um Coach Gamer?

O que é um Coach Gamer?

Quer aprender a montar seu PC Gamer do seus sonhos sem precisar gastar muito por isso?

A tradução do termo “coach gamer” já deixa clara a sua função, ser um “treinador gamer”. Mas preciso ser sincero com você. O principal motivo de você não jogar profissionalmente ou atuar em em alguma liga gamer pro é pela falta de alguém que posso garantir que você alcance seus objetivos.

Imagine se atletas olímpicos bastassem eles saberem aquela modalidade para se tornarem campeões. Um exemplo simples seria na natação, se eu sei nadar então estou próximo de ser um medalhista de ouro. Acredito que não! Para alcançar o nível de um atleta de elite é preciso treino, mais treino e mesmo se você já for um campeão, continue treinando para manter sua posição. Um dos principais diferenciais desses atletas de alta performance é justamente o seu Coach. Essa a figura mais importante para ele, já testemunhei casos em que o mesmo tem mais autoridade do que os pais daquele atleta. Se trouxer grandes nomes como Bernardinho, etc.

Vale muito a pena conhecer alguns livros que falam um pouco sobre o trabalho dessas lendas.

Quais são os tipos de Coach Gamer?

Se analisarmos outras modalidades esportivas você perceberá que sempre existe mais de um tipo dentro de um time. No cenário de e-sport pode ser divido em três categorias básicas:

Coach Tático

Esse possui uma função mais dinâmica, e pode-se dizer em tempo real. O poder de visão e decisão na hora do competitivo deve ser maior que qualquer um dentro do time. Seu papel é ver aquilo que os outros membros não conseguem perceber e até mesmo o adversários. E principalmente estar alinhado de todas as estratégias passadas no treino.

O Coach Tático em algumas modalidades é chamado de Analista apenas. Ele pode calcular as possibilidades daquela estratégia funcionar e também as chances do time adversário vencer a partida. Uma das principais características desse deve ser sua comunicação precisa direta e específica para que o Coach Estratégico consiga tomar uma decisão a longo prazo que de repente mude totalmente o rumo do jogo.

Coach Estratégico

Uma figura que precisa passar tranquilidades segurança para time. Ele precisa fazer todo o estudo antes mesmo da competição, entender os principais os pontos fortes e pontos fracos dos seus adversários. Passa de forma clara todos as vulnerabilidades do adversário, e isso inclui também a do próprio time. Saber quais são suas principais fraquezas para evitar ser pego de surpresa na competição e criar um plano de contingência caso o adversário resolva fazer nesse ponto.

A visão do Coach Estratégico é macro. Sua principal função é dominar todos os aspectos do jogo, características dos heróis, jogadores e principalmente suas Coaches. Isso mesmo! Entender como os caras pensam e que tipo de decisão eles tomariam caso algo de errado aconteça com eles.

Coach Gamer

A sua existência é rara dentro do cenário de e-sport, acredito que isso mudará com o tempo. Mas o que ele faz exatamente?

A sua habilidade é garantir que os gamers estejam com sua consciência limpa e preparada para atuar no jogo. Evitando uma autosabotagem na hora daquela partida decisiva por conta de uma crença limitante de capacidade. O Coach Gamer ele precisa entende muito sobre perfis comportamentais, inteligência emocional e neurociência. Isso vai ajudá-lo a identificar algum tipo de fissura emocional que possa limitar o jogo do gamer em um momento decisivo, como uma final de campeonato.

Vou me arriscar em dizer que 90% da causa de derrota dos times em competições é por falta de estrutura emocional. Muitos deles se deixam levar pela raiva, ira, melancolia, arrependimento e outros sentimentos ruins que se instalam naquele momento por conta de uma memória no passado que faz com que o gamer tenha esse pensamento negativo.

E como ele atua para garantir que o time tome o rumo certo?

Falar sobre o método utilizado e as ferramentas daria um livro, fácil. A forma de resumir o seu trabalho é tentando preservar uma comunicação focada no resultado desejado, eliminando qualquer tipo de impedimento e também utilizando todo o potencial do seu cérebro.

Como faço para ser um Coach Gamer?

Bom! Se você tem esse desejo de se tornar um Coach Gamer, quero deixar avisado que não é um caminho fácil. Primeiro você vai precisar ler livros, muitos livros. E depois, é pré-requisito que você tenha um bom coach lhe ajudando.

Conecte-se a mim: @elyanoveras

Aprenda como escolher um Notebook Gamer de verdade sem cair nas armadilhas do vendedor desinformado e nos mitos.

 

Conheça o Gaules, o nome do e-Sport Brasileiro

Conheça o Gaules, o nome do e-Sport Brasileiro

Quer aprender a montar seu PC Gamer do seus sonhos sem precisar gastar muito por isso?

Se você é um brasileiro apaixonado pela cena eSports, acompanhando as principais equipes, competições e os cyber gamers jogando na twitch, já deve ter ouvido falar de um dos principais nomes dessa área, o empresário Alexandre Gaules, ou somente Gaules.

Considerado um dos maiores streamers de CS:GO do mundo, fazendo transmissões quase que diárias. Além disso, Gaules foi um dos principais responsáveis pelo cenário de eSports ter tanta evolução no país nos últimos anos, ajudando bastante o gamer profissional brasileiro.

Diante disso, falaremos um pouquinho da história, cursos e toda a ajuda que Alexandre Gaules fez ao cenário gamer brasileiro, sendo considerado um dos principais nomes do eSport brasileiro.

Quem é Alexandre Gaules?

Atuando no eSports desde 1998, quando o cenário estava começando a engatinhar no grande mercado, Gaules ajudou na fundação de uma das primeiras equipes brasileiras profissionais de jogadores, o Clube g3nerationX, representando o país em diversos campeonatos em torno do mundo todo, conseguindo, até mesmo, patrocínios importantes.

Depois de alguns anos ajudando na evolução do eSport brasileiro, Gaules consegue um feito inédito, vencer, como treinador, um dos principais campeonatos de CS 1.6, sendo lembrando pela história.

Entre 2010 e 2011 ele fundou três atuações bem importantes, a Euforia Filmes, a Seleção Brasileira de Games e a liga BGL – Brazil Gaming League, abrindo um bom espaço para o game profissional no Brasil, além de trazer diversas informações de como o cenário estava no mundo todo.

Em 2014, Alexandre Gaules funda um dos maiores marcos do eSport brasileiro, a Agência X5, responsável por eventos como o CBLOL e a Mega Arena X5. Além disso, auxilia a trazer o interesse de diversas empresas, como Riot e Ubisoft, para o gamer profissional no Brasil.

Promovendo Cenário de e-Sports

Pelo site ou redes sociais, como instagram, twitter e facebook, o Alexandre Gaules sempre anuncia cursos para aqueles que estão interessados em se informar mais sobre o cenário do eSports, principalmente dentro do Brasil. Tudo que é oferecido está voltado em torno de todo o conhecimento que o empresário obteve durante esses longos anos de atuação, ensinando como entrar dentro dessa concorrida área e se tornar um gamer profissional de sucesso, entrando em uma grande equipe e ganhando patrocínios importantes.

Por isso, se você está interessado em entrar no cenário profissional, é interessante ficar em torno das principais redes do Gaules.

O Sucesso na Twitch.tv

Além de toda a ajuda que o Alexandre Gaules fez ao cenário do eSports, trazendo diversos eventos ao Brasil e influenciando a carreira do Gamer Profissional no país, o empresário ainda se tornou um dos maiores streamers do mundo, com seu canal no twitch.

Para quem não conhece, Gaules faz a transmissão de partidas do Countre Strike com ele jogando. Então, para quem gosta do jogo, é um prato cheio seguir ele para vê-lo.

Aprenda como escolher um Notebook Gamer de verdade sem cair nas armadilhas do vendedor desinformado e nos mitos.

 

8 Atitudes que Todo Gamer Profissional Deve Ter

8 Atitudes que Todo Gamer Profissional Deve Ter

Quer aprender a montar seu PC Gamer do seus sonhos sem precisar gastar muito por isso?

O eSports, onde jogadores jogam de forma profissional e remunerada, se tornou uma das principais práticas dentro da área dos games. Os fãs adoram acompanhar seu pro player favorito, assistindo todas as competições e torcendo bastante, se tornando um dos mercados mais rentáveis e lucrativos do mundo.

Com toda essa popularidade que o eSports recebeu, o gamer profissional conquistou a fama de celebridade. Porém, para se tornar um pro player de muito talento e alcançar o sucesso, é necessário ter alguns cuidados e comportamentos.

Diante disso, hoje, nesse artigo, estaremos abordando os principais modos que um gamer profissional deve ter para alcançar o auge da sua carreira.

1 – Treinar, treinar e treinar

Muitas pessoas podem imaginar que o pro player tem a profissão dos sonhos, precisando, somente, jogar o jogo favorito e, ainda por cima, ser remunerado por isso. Contudo, esse conceito que muitos têm do gamer profissional cai ao acompanhar a carreira deles, vendo que é necessária muita perseverança, concentração e treinos diários.
Todo o profissional que decidiu os jogar games para sua vida é necessária fundamental dedicação no preparo para se sair bem nas competições.

2 – Ter grandes inspirações

Como toda a profissão, onde é necessário se inspirar nos melhores, o gamer profissional precisa estar atendo nos melhores pro player e times profissionais. Além de entender como funciona todo aquele meio, o jogador irá ter grandes aprendizados com os melhores do momento e começar a estudar melhor seus futuros adversários.

3 – Ter a humildade de começar de baixo

O gamer profissional, se não for uma promessa muito prodiga dos videogames, deve começar sua carreira com bastante humildade, mostrando seu serviço em times pequenos e novos. Com isso, ele poderá se destacar e alcançar voos mais altos.
Todo o pro player de sucesso nos dias atuais tiveram suas carreiras iniciadas por baixo e, futuramente, alcançou seu auge.

4 – Ter um bom preparo psicológico

Como falado nos tópicos anteriores, não é nada fácil a vida do gamer profissional. Além do treino e dedicação, é necessário também ter um ótimo preparo psicológico para encarar as situações mais complexas, como uma final de uma competição importante ou enfrentar o melhor pro player do mundo.

Com isso, o jogador precisa ter um excelente preparo para esses momentos de tensão, além de ter técnicas de relaxamento para espantar todo o nervosismo.

5 – Compre todos os itens necessário para jogar melhor possível

Teclado, mouse, PC, uma cadeira confortável. Todos esses produtos, e muitos outros, são peças fundamentais para a vida de qualquer gamer profissional para conseguir melhorar sua jogatina e chegar o mais longe nas competições.

É recomendado adquirir tudo que achar necessário para melhorar a forma de jogar. Fazer uma lista e estar sempre atualizado com os melhores produtos, além de procurar promoções para não gastar tanto.

6 – Sempre tentar se destacar

O convite para equipes maiores, patrocínios e participação em grandes competições só virão se o gamer profissional começar a se destacar, principalmente quando enfrenta grandes equipes e pro player de muito sucesso. Nesses confrontos o gamer profissional, principalmente se for iniciante, deve buscar dar o melhor, mostrando atitude e trabalho em equipe.

7 – Saber trabalhar em equipe

O jogo pode parecer algo um tanto individual, onde você coloca suas habilidades para conseguir se sair melhor. Contudo, em um ambiente cooperativo, onde sua equipe necessita de todos trabalhando em conjunto, o gamer profissional necessita saber conviver com os outros, não estourando na primeira crise ou dificuldade de surgir.

O companheirismo e trabalho em equipe são fatores essenciais para o sucesso da carreira de qualquer pro player.

8 – Se adaptar a dificuldades

Durante uma competição, em algum momento, o pro player precisará tirar uma carta da manga, algo que surpreenda o adversário no momento mais difícil. Por isso, todo o gamer profissional de destaque sabe se adaptar quando surge uma dificuldade, conseguir sair dela dando espetáculo ao público e surpreendendo a todos.

A vida do gamer profissional não é nada simples. É necessário estar sempre preparado e disposto a encarrar os maiores desafios, além de precisar lidar com o público e companheiros de equipe. Comente abaixo o que você acha essa profissão que estão crescendo tanto no mundo dos videogames e se você tem objetivos de entrar no eSports.

Aprenda como escolher um Notebook Gamer de verdade sem cair nas armadilhas do vendedor desinformado e nos mitos.

 

Os 4 Gamers mais Bem Pagos do Mundo

Os 4 Gamers mais Bem Pagos do Mundo

Quer aprender a montar seu PC Gamer do seus sonhos sem precisar gastar muito por isso?

Os videogames pararam de ser brincadeira de criança e se tornaram uma das indústrias mais rentáveis do mundo do entretenimento, gerando bilhões de lucro anualmente. Dentro os diversos estilos que os games possuem, um que geram mais dinheiro atualmente são os eSports, onde existe a profissionalização dos gamers, virando os chamados pro players.

Para quem nunca ouviu falar do terno ou não está tão familiarizado, o gamer profissional é aquele que joga não somente pelo lazer, e sim pela remuneração, dependendo financeiramente do seu ato de jogar. Apesar de ser uma profissional um tanto nova e ainda sendo aceita pela sociedade, os pro players mais famosos e vencedores recebem salários astronômicos, sendo comparados a jogadores profissionais de futebol, basquete e futebol americano.

Diante disso, hoje, nesse artigo, estaremos apresentando os principais nomes do eSports mundial em 2018, listando aqueles que possuem os maiores salários e ganhos em premiações nas competições importantes da videogames.

KuroKy (Dota 2)

Possivelmente o nome mais popular entre os gamers de MOBA Dota 2, o alemão Kuro Takhasomi, mais conhecido como KuroKy, de 25 anos, foi considerado, em 2018, o pro player mais rico do mundo, já arrecadando quase R$ 8 milhões em premiações ao longo da sua carreira, além dos patrocínios e outras remunerações.

Sendo considerado uma das maiores lendas do eSports mundial, por ser um dos primeiros a fazerem sucesso e se destacar em competições, participando da primeira competição The International, KuroKy iniciou sua carreira profissional em 2008 e é integrante, atualmente, da equipe Team Liquid.

Faker (League of Legends)

Se de um lado temos o KuroKy como um das lendas vivas do Dota 2, aqui temos um representando do outro MOBA de destaque mundial, o Faker, gamer profissional de League of Legends.

Atualmente com 21 anos, o sul-coreano Lee Sang-hyeok, de apelido Faker, deu inicio a sua carreira em 2013, sendo considerado uma das maiores revelações do mundo do eSports. Em pouco tempo de atuação já fez jus ao sucesso, se tornando o maior nome da equipe SK Telecom T1 e sendo considerado o melhor e mais talentoso mid laner do Mundo.
Contando todas as premiações ao longo da sua curta carreira, mais já bem sucedida, Faker ganhou mais de R$ 4 milhões.

FalleN (Counter-Strike)

Sim, para você que acha que só por nascer no Brasil a vida como gamer profissional é mais complicada e com menos apoio, temos uma grande inspiração para você, o FalleN, um brasileiro representante de muito destaque no eSports Mundial, sendo um dos mais bem pagos da indústria.

Gabriel Toledo, o FalleN, é jogador de Counter Strike. Começando sua carreira ainda jovem, o brasileiro se tornou mundialmente conhecido em 2016, quando junto a sua equipe, a SK Gaming, ganhou competições tendo participações de muito destaque e que encheu os olhos dos espectadores.

Contando todas as premiações que FalleN conquistou em sua trajetória, o gamer profissional chegou a acumular quase R$3 milhões, sendo o maior nome brasileiro no eSports, servindo como exemplo a ser seguido.

Karma (Call of Duty)

Call of Duty é um dos maiores games na indústria dos videogames competitivos, levando a milhares de espectadores amantes do eSports. Dentro os grandes nomes do pro player dos jogos da franquia, o maior e mais bem pago entre eles é jovem canadense Damon Barlow, conhecido como Karma.

Sendo integrante do celebre time OpTic Gaming, Karma iniciou sua carreira em 2011, mas demorou um pouco para emplacar como grande nome do eSports mundial. O jogador só começou a fazer sucesso em 2013, em um competição de Black Ops 2, onde ele se sagrou o grande vencedor.

Até 2018, Karma já tinha ganhado aproximadamente R$2 milhões e 500 mil em premiações ao longo da sua carreira.
De fato, os gamers profissionais estão se destacando cada vez mais, com premiações milionárias e sucesso no mundo todo. Comente abaixo quais são seus jogadores favoritos e como você costuma acompanhar as competições.

Aprenda como escolher um Notebook Gamer de verdade sem cair nas armadilhas do vendedor desinformado e nos mitos.

 

Qual o seu Tipo  Gamer?

Qual o seu Tipo Gamer?

Depois do surgimento nos anos 70 e 80, e o boom nos anos 2000, os jogos digitais e videogames se tornaram uma das principais formas de entretenimento entre as pessoas, perdendo o velho estigma de ser uma diversão de criança, e vindo a se tornar, até mesmo, uma das indústrias mais lucrativas do mercado, gerando trilhões de investimentos e lucros, além de produções dignas de serem chamadas de obras primas.

Com toda essa popularidade, um termo que ganhou grande notoriedade entre os jogadores é o “gamer”.

Apesar de gerar certa discussão entre os amantes dos games, o gamer, em sua mais simples definição, é, basicamente, aquele que joga videogame. Contudo, existem opiniões bem contrárias a isso, definindo os jogadores em relação ao jogo que ele jogar e como ele joga.

Diante disso, hoje, nesse artigo, estaremos destrinchando uma definição mais detalhada em torno desse popular e, um tanto polêmico, termo. Será que você, caro leitor, é definido como qual tipo de gamer? Ou será que você é mesmo um gamer?

A Origem do Termo Gamer

Antigamente, antes do surgimento e população dos jogos digitais, o termo gamer era utilizado, basicamente, para definir aqueles que jogavam role-playing games de mesa, os chamados RPG. Todos que praticavam esse tipo de jogo eram chamados de gamers.

Contudo, como os videogames se tornou a forma mais utilizada para experiências imersivas lúdicas, os usuários de games digitais também são definidos, atualmente, como gamers.

O que é ser um gamer, realmente?

Pensa na seguinte situação, temos três pessoas envolvidas com games. O primeiro gosta de jogar raramente, somente para passar o tempo quando não está fazendo nada. O próximo é viciado em um só jogo, aquele que ele considera favorito. Já o último, tem todos os consoles do momento na sua casa, é um amante de todos os tipos de games, sabendo tudo sobre eles e vivendo intensamente aquele ambiente digital.

Diante dos três exemplos citados acima, você, caro leitor, provavelmente, se fosse pra escolher somente um para definir como gamer seria o último, certo? Bom, diante da definição geral de termo, todos eles podem ser um gamer. Contudo, é um tanto até injusto coloca-los todos no mesmo barco. Por isso, muitos definem, somente, o terceiro exemplo como um verdadeiro jogador de games. Aquele que vive intensamente a relação com os videogames, entendendo todo aquele ambiente.

Para conseguir distinguir e colocar todo tipo de gamer dentro do termo, o mercado e especialistas em videogames definiram dentro de uma escalas os diversos tipos de gamers.

Tipos de Gamers

Dentro do conceito geral, existem diversos tipos de estilos para ser um gamer. Contudo, os mais importantes e que, possivelmente, você irá se encaixar são:

Hardcore Gamer: esse é o chamado “verdadeiro gamer”. Ele passa quase toda hora do seu tempo livre jogando, trocando, por exemplo, sair com seus amigos no fim de semana para ficar horas na frente do seu console ou PC. Esse tipo de jogador adora desafios, encarando os níveis mais complexos, entrando de cabeça no desafio.

Casual Gamer: como já bem diz o nome, esse tipo de jogador é aquele gamer que gosta de jogar casualmente. Ele, diferente do hardcore, não utiliza todo seu tempo livre com videogames, somente em alguns momentos para passar o tempo.

Regular Gamer: é o meio termo entre o hardcore e o casual. Esse tipo de jogador gosta de games, joga no seu tempo livre, porém não é tão dedicado a ponto de ficar a todo o momento na frente do console ou PC.

Cyber Atleta: com o avanço que o e-Sports teve nos últimos anos, um novo tipo de gamer surgiu, o chamado Cyber Atleta. Como você já pode estar imaginando, são os jogadores que jogam profissionalmente, sendo remunerado por jogar.

Super-heroínas, uni-vos?

Assisti Lara Croft esses dias nos cinemas e… Uau! Que filme, que atuação da Alicia Vikander, que efeitos, que guerreira que veio dos video-games, que heroína! Era verdade mesmo tudo aquilo que as feministas protestando na frente do cinema estavam dizendo… só que elas não estavam.

Ué?

No filme em que a heroína é, e sempre foi, uma mulher – independente, muito bem desenvolvida e com muitos textos explicando suas histórias e seus jogos – não houve UM texto seguer que tenha chegado à mim falando sobre seu filme, nem querendo o apoio “das manas”.

O fato de não ter tido uma palavra sobre o filme me fez pensar sobre toda aquela confusão meses (ou anos?) atrás onde queriam que o Homem de Ferro, vejam bem… o HOMEM de ferro, fosse interpretado por uma mulher, negra e lésbica. Pelo simples fato de igualdade númerica de raças/sexo/credos nos super-heróis… como se não tivessem grandes heroínas como Lara Croft e outras na Marvel e DC mesmo.

O que me fez ver, que na verdade aqueles que pedem “mais representatividade” em grupos de super-heróis dificilmente entende os super-heróis, seus backgrounds, suas narrativas, dificuldades e muito menos sabem a história de outros que não os que a mídia resolveu elevar (por terem mais história ou fãs, que seja). Essas pessoas não querem mais espaço e “mais representatividade” elas apenas querem TODOS os espaços, querem que o seu super-herói favorito desde os 12 anos vire gay, que o super-herói favorito do seu primo de 8 anos vire mulher para que sua prima de 10 anos que adora a Barbie comece a gostar desses novos super-heróis.

Para que?

Por que eles querem. E quando as empresas resolvem ouvi-los, sofrem, geralmente, grandes perdas (vide o fiasco da América Chavez). Vejam bem, eu não estou dizendo que mulheres não entendem de super-heróis e muito menos negando que haja machismo em grande parte das comunidades gamers por aí. Estou apenas elucidando que se super-heróis não te agradam, você certamente não é público alvo, e não há nada de errado nisso. Não é porque um assunto existe que ele deve abranger todas as tipologias de pessoas, pessoas são diferente umas das outras e sempre serão. Sobre o machismo existente em várias comunidades gamers (que também foi bastante comentado ultimamente pela hashtag #MYGAMEMYNAME) eu deixo só uma análise:

Os jogos que mais têm problemas de machismo são os jogos onde o jogador não tem opção de escolher o sexo do seu avatar. Tiro isso por observação própria, jogo World of Warcraft (WoW) desde 2005. Nos últimos 4 ou 5 anos meu personagem sempre têm sido feminino, por achar que ficam melhores nos transmogs que gosto. A líder da guild da qual faço parte é uma mulher. O WoW tem e sempre terá seus babacas machistas, como em qualquer comunidade de qualquer coisa, mas hoje no WoW realmente não é um problema. No Counter-Strike tem se reclamado bastante disso, ao que volto a perguntar: “Possuem avatares femininos e masculinos? Não.” Parece bobagem, mas o mais raso dos jogadores de video-game haverá de convir comigo que esse simples aspecto muda o default de sexo que um jogador espera que o outro tenha, o que aparentemente é o problema central.

E sem mais delongas; Lara Croft, assistam.